Qual o regime tributário ideal para minha farmácia?

A abertura de uma empresa exige, sobretudo, que o empresário opte por um modelo de regime tributário/fiscal para regê-la. Dessa forma, faz-se necessário um regime para gerir a tributação de farmácias e drogarias.

No entanto, definir o regime tributário de uma farmácia não é uma tarefa tão simples quanto parece. Isso porque, independente do regime tributário enquadrado, todos os estabelecimentos varejistas precisam realizar diversos controles a fim de fazer a apuração e o recolhimento de impostos corretamente.

Por isso, é de extrema importância que o empresário faça uma análise minuciosa junto ao contador para escolher a melhor tributação para sua farmácia ou drogaria.

Tributação de farmácias e drogarias, classificação fiscal, tributação fiscal para farmácias e drogarias

O ideal é que o empresário tenha sempre em mente que precisa ter o mínimo de conhecimento sobre o assunto, estando atento, em conjunto com a contabilidade, a possíveis erros que possam gerar custos operacionais indevidos com impostos, os quais acabam impactando no resultado da loja.

Para ajudá-lo a entender qual o melhor regime tributário para sua farmácia, continue lendo este artigo e conheça mais sobre o assunto.

O que é Regime Tributário?

Basicamente, o Regime Tributário é o conjunto de leis que tem como objetivo determinar como e quanto a empresa deverá pagar por seus tributos obrigatórios. Em outras palavras, toda empresa tem impostos a pagar, não é mesmo? O Regime Tributário atua, então, enquadrando a sua farmácia no regime mais adequado a ela.  

Escolher a tributação de farmácias e drogarias corretamente é um dos pontos mais importantes que você, como empresário, deve pensar na hora de abrir o seu negócio. Isso porque o regime tributário adequado é capaz de trazer uma carga de tributos mais leve, evitando um impacto negativo desnecessário na receita da empresa.

Regimes mais utilizados em farmácias atualmente

Lucro Real

No regime tributário Lucro Real, a contribuição social e o imposto de renda são determinados mediante apuração dos resultados contábeis da sua empresa. Os ajustes são definidos de acordo com a legislação fiscal.

Optar por esse regime exige mais do empresário, isso porque o IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) são calculados somente após a soma das receitas e a subtração das despesas.

Lucro Presumido

O Lucro Presumido, por sua vez, diz respeito ao regime de tributação cuja base de cálculo é feita sobre a receita bruta do negócio. Então, como o próprio nome já diz, trata-se da presunção do lucro.

A princípio, todas as empresas podem optar pelo Lucro Presumido, exceto aquelas obrigadas a apuração do Lucro Real.

No entanto, para verificar se este é o regime tributário ideal para a sua farmácia é preciso fazer algumas simulações. Caso a empresa tenha valores que são considerados de despesas dedutíveis para o IRPJ, é provável que o lucro real seja mais econômico para o empresário.

Apesar de os regimes tributários servirem para diferentes segmentos, as farmácias possuem algumas particularidades.

Então, antes de escolher o modelo de tributação de farmácias e drogarias é necessário levar em conta algumas questões como porte da empresa, número de funcionários, folha de pagamento, entre outros, para obter uma carga mais leve.

Além de verificar, é claro, se o regime escolhido atende às necessidades da sua empresa. Para isso, conte sempre com a ajuda de uma assessoria contábil e evite erros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *